Fascínio

É tão bom quando sentimos fascínio em uma pessoa. Aquela pessoa que te faz delirar com apenas um suspiro e que você não quer que saia da sua vida.

O seu olhar me remete à loucuras e desejo
Mas também o medo e o desespero
Me traz serenidade e paz
E ao mesmo tempo calafrios e mal estar

Oh minha bela, quero sentir teu corpo
No meu corpo
Ah como quero sim, me amaciar em suas curvas
E entrar dentro do seu âmago mais profundo
Talvez quem sabe fazer minha morada lá
Nem que seja por uma noite

Suas palavras me confundem
O seu jeito me deixa maluco
As suas ações me fazer ser
Muito mais daquilo que sou

Abra a porta da sua alma
E me deixa entrar
Seja como uma visita
Que vai ficando aos poucos
Até não sair mais

Quero ser tua morada
Entrego-lhe as chaves da minh’alma
Por favor, não as esconda, nem jogue fora
Entre sem bater na porta
E não saia nunca mais

Igor M.

8 ou 80

Essa poesia é dedicada à todos aqueles que vivem a vida aos extremos ou sente os estímulos aos extremos. Ser 8 ou 80 pode ser maravilhoso para tomar algumas decisões, mas pode nos deixar inflexíveis para a decisão de um monte de outras, nas quais não podemos ser inflexíveis!

Como me sinto maduro
Mas ao mesmo tempo inseguro
Tão cheio de mim
No entanto, sinto que não há nada a contribuir

Tudo que sinto é questão de segundos
Me fazendo delirar por minutos
Insanidade momentânea
Ou lucidez de momento?

Meu corpo trava
Minha mente destrava
Meu ser falha
Minha alma resvala

Inconstância eterna
Progressão infinita
Risco involuntário
Temor automático

Igor M.

Liberdade

Como você sente a liberdade? Dessa maneira, consegui expressar o quanto o meu estado de espírito estava livre! 😉

Sinto a brisa no meu corpo
E o sol irradiando no meu peito,
Com todo esse efeito
Não me sinto mais torto

Sensação que liberta a alma,
Traz alivio ao coração
E no meio desse poema
Quero emanar gratidão!

Despido de máscaras
O meu corpo encontra ao teu,
Derrubando as muralhas
Ouvindo dizer que sou todo seu!

Igor M.

Medo

Essa poesia remete ao sentimento e à uma das mais nocivas reações que temos: o MEDO!

Medo, oh medo!
Que me consome
Que me persiste
Que me persegue

Como queria eu
Como queria,
Viver sem ti

Como queria sim
Ah! Como queria
Tirar essa acrimonia

Medo
Seu medo
Meu medo

Medo, oh medo!
Que me consome
Que me persiste
Que me persegue

Profundo
Intenso
Escondido
Retido

Igor M.